Depois de quase duas semanas na UTI, casal foi liberado e pode voltar para casa. Vídeo mostra equipe médica aplaudindo os pacientes depois da recuperação (Foto: arquivo pessoal)

Um casal que estava internado na UTI com coronavírus em Santos, no litoral de São Paulo, se recuperou e recebeu alta do hospital depois de quase duas semanas de internação. Os dois ficaram separados em duas Unidades de Terapia Intensiva diferentes, e só conversavam por cartas. No vídeo divulgado pelo hospital nesta segunda-feira (13), é possível ver os dois saindo em meio a uma homenagem dos profissionais de saúde.

A técnica de enfermagem Ivanilza de Oliveira Marques, de 41 anos, e o esposo Marcelo de Souza Bueno, de 46 anos, tiveram os primeiros sintomas e buscaram tratamento por sentir muita falta de ar e tosse seca. A irmã da técnica, Vanessa de Oliveira Marques, de 38 anos, contou ao Portal de Notícias G1 que a contaminação foi uma surpresa para a família.

“Ela tomava todos os cuidados, é muito cautelosa, mas trabalhando na emergência de duas unidades de saúde acabou sendo contaminada. Ela e meu cunhado tiveram os sintomas e precisaram ir direto ao hospital”, relata Vanessa. A irmã ainda conta que na UTI os dois precisaram utilizar respiradores, e só podiam conversar por cartas e bilhetes, que eram entregues por profissionais do hospital.

Vanessa explica que desde o início da pandemia o filho mais novo do casal, de 12 anos, ficava com ela, que mora no Morro da Nova Cintra, enquanto o mais velho, de 23, continuava com os pais. A irmã relata que foi muito difícil ficar longe do casal, principalmente porque não podia conversar por vídeo no período de internação na UTI.

“Quando minha irmã foi para o quarto, me ligou e falava da sensação de morte em não conseguir respirar. Meu cunhado emagreceu, ficou muito mal, chegou a ter parte do pulmão comprometida. Sou grupo de risco e não posso nem ficar perto deles. Ver os dois saindo do hospital foi um alívio e uma emoção que não sei explicar”, disse emocionada.

Segundo a irmã de Ivanilza, o casal ainda está em recuperação e com dificuldades para falar, devido as sequelas da doença. Porém, ambos já estão em casa e conseguem conversar com a família por vídeo e mensagens. A recuperação, para Vanessa, foi a melhor notícia em meses. “É um milagre. estou feliz, e espero que as pessoas levem a sério esse vírus, que é devastador”, declara a irmã.

Enfermeira fez homenagem para casal nas redes sociais — Foto: Reprodução
Enfermeira fez homenagem para casal nas redes sociais — Foto: Reprodução

Cuidados no hospital

A técnica de enfermagem Flávia Cassitas Simões Canhoto, de 36 anos, conta que o casal pedia informações e queria manter contato mesmo distante. Levar bilhetes e cartas era a forma deles ficarem presentes mesmo durante a internação. “A gente conversava e tentava incentivar que eles ficassem bem”, comenta a técnica.

A saída do casal foi motivo de comemoração entre os profissionais da saúde, e a técnica compartilhou o vídeo publicado pelo hospital como uma homenagem. Na publicação ela comenta as cartas e fala sobre uma festa que foi combinada para quando tudo acabar.

“Combinamos uma festa, falamos do cenário e que ela seria a Mulher Maravilha, ou Miss Covid. Dessa forma a gente alegrava no meio de um momento tenso. Queremos que isso passe para que a gente comemore essa vitória”, finaliza Flávia.

Fonte: Portal G1