O promotor de Justiça Dr. Leandro Pannain Rezende faz um alerta a todos sobre o novo golpe ofertado à população, principalmente aos mais carentes, referente ao serviço de intermediação para o recebimento dos R$ 600 do Auxílio Emergencial do Governo Federal, conhecido como Coronavoucher.

Segundo Dr. Leandro Pannain, da 4ª Promotoria de Justiça de São Lourenço, responsável pela Defesa do Consumidor, terceiros estão se oferecendo para realizar o cadastro dos beneficiários em troca de 20% do valor como pagamento.

O promotor alerta que não é necessário qualquer intermediário para o recebimento do benefício, se preenchidos os requisitos exigidos, não precisando nem mesmo de advogado. “Não permita que neste momento de crise pessoas inescrupulosas se aproveitem da fragilidade da situação para ludibriar pessoas de bem”, avisa Dr. Leandro Pannain, que conclui que “o Ministério Público não para!”

Saiba mais sobre o Auxílio Emergencial

O Governo Federal anunciou que o pagamento do Auxílio Emergencial de R$ 600 será a trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), contribuintes individuais da Previdência Social e desempregados.

Segundo a norma, o benefício de R$ 600 por mês, durante três meses, será destinado a pessoas com renda familiar até três salários mínimos (R$ 3.135) ou meio salário mínimo por pessoa (R$ 522,50).

Para se cadastrar no programa, é preciso acessar a página oficial do benefício ou ainda baixar um aplicativo gratuito para o seu smartphone. Diante um acordo com empresas de telefonia, os beneficiários podem acessá-lo mesmo sem crédito no celular.

O JORNAL PANORAMA informa as formas de acesso:

 💻 Página Oficial:

https://auxilio.caixa.gov.br/#/inicio

📲 Baixar APP iPhone:

https://apps.apple.com/br/app/caixa-aux%C3%ADlio-emergencial/id1506494331

📲 Baixar APP Android:

https://play.google.com/store/apps/details?id=br.gov.caixa.auxilio

📞 Dúvidas e mais informações:

111

O promotor de Justiça Dr. Leandro Pannain Rezende