Um grupo formado por pulares destruiu ontem á noite um centro de combate à covid-19 que estava sendo instalado num bairro muito povoado de Abidjan, na Costa do Marfim. Segundo as autoridades locais, os manifestantes pensaram que o local era um centro de atendimento a doentes e não desejavam nas proximidades do bairro.

Os protestos violentos tiveram pneus queimados e um cenário de guerra e continuaram na manhã desta segunda-feira (6). O Prefeito de Abidjan, Vincent Toh foi até o local para tranquilizar a população e explicar que muitos centros desse tipo foram instalados em toda a capital da Costa do Marfim.

“Em que país o Governo vai contagiar as pessoas ?”, perguntou o prefeito, citado pelo portal Abidjan.net. “Este centro detectar os casos de contaminação e fornecer informação às populações sobre a pandemia”, acrescentou Toh Bi.

Segundo o site World do Meters, a Costa do Marfim tem 261 casos do novo coronavírus e três mortes.

Foto: REUTERS/LUC GNAGO