Em consequência da quarentena decretada em vários estados, muitos postos de serviço e restaurantes de beira de estrada estão fechados ou funcionando com sua capacidade reduzida, causando muita dificuldade para os caminhoneiros se alimentarem durante este período. Pensando nisso, um grupo de voluntários em Passa Quatro se organizou para entregar marmitas gratuitamente para caminhoneiros que circulam na região. Diferentemente de outras profissões, os caminhões precisam continuar rodando transportando cargas essenciais para o funcionamento do país.

 A ação foi uma iniciativa de Liliane Silva, Maria do Carmo Oliveira Monteiro e demais amigos de Passa Quatro. Segundo eles, muitos caminhoneiros relaram a dificuldade para almoçar e que estavam sobrevivendo por bolachas. 

Na última quinta-feira, 2 de abril, foram entregues 25 marmitas para os trabalhadores na estrada, mas o grupo tem a expectativa de já nesta sexta-feira (3) entregar 50 marmitas para os caminhoneiros. Atualmente fazem parte do grupo cerca de 10 voluntários, que estão programando essa ação todos os dias de segunda a sábado até a pandemia acabar.

Em nota, a Associação dos Caminhoneiros advertiu o Governo Federal sobre os maus tratos que os caminhoneiros estão recebendo nas estradas brasileiras. “A Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam) vem a público advertir o Governo Federal, os Governos Estaduais e toda a população brasileira sobre as desumanas condições em que os caminhoneiros estão trafegando pelas estradas brasileiras no atual cenário de pandemia de Coronavírus que assola o país.

“Se em condições normais, o caminhoneiro é um profissional essencial para o funcionamento do país, com a ameaça do Coronavírus, a presença do caminhoneiro nas estradas é o que traz segurança e tranquilidade para que a grande maioria dos brasileiros possa enfrentar o período de isolamento social sem se preocupar com desabastecimento. Numa situação conturbada, é o caminhoneiro que abastece os mercados de alimentos, que garante os estoques de medicamentos nas farmácias, que afasta o risco dos postos de gasolina ficarem sem combustível. O caminhoneiro é, mais do que em qualquer outro momento do país, junto dos profissionais de saúde, indispensável para a estabilização social. O seu trabalho evita aumento de preços, o risco de saques e a falta de itens básicos para a preservação da vida.Mas como continuar esse trabalho sem a assistência básica necessária para manutenção da saúde do caminhoneiro? A categoria, que não pode utilizar a quarentena para sua proteção nem se manter em isolamento na cabine do caminhão, é responsável por entregar 60% todas as cargas distribuídas no país.”, destacou a nota da associação.

Em resposta, o Governo Federal adicionou duas funcionalidades no aplicativo InfraBR para apoio aos caminhoneiros. Os profissionais do transporte de cargas têm acesso agora às informações sobre o funcionamento de serviços essenciais nas estradas, como restaurantes, postos de combustíveis, borracharias, oficinas e lojas de autopeças. As novas funções vão ajudar os motoristas a enfrentarem as dificuldades causadas pela pandemia do novo coronavírus.