Desde o início da quarentena, o cão repete a rotina de pegar a lista de compras e entregar os produtos (Foto: CNN/Reprodução)

Durante o momento histórico da pandemia, a humanidade tem sido testada em suas convicções. Talvez, um exemplo a ser seguido pelas pessoas possa estar no reino animal. O cachorrinho Sunny tem dado aula de solidariedade em sua vizinhança, no Colorado, Estado no Oeste dos Estados Unidos.

O golden retriever faz frequentes visitas a sua vizinha Renee Hellman, de 71 anos, para poder entregar compras a ela. A idosa usa um tanque de oxigênio para respirar e tem adotado o isolamento para evitar ficar doente.

O isolamento tem sido difícil para a idosa, que se sente mais tranquila com as visitas do animal (KKTV/Reprodução)

“Eu tenho uma doença pulmonar e problemas no coração, todas as coisas que eles dizem que deixa suscetível ao coronavírus. Então eu basicamente passei as últimas três semanas em casa”, contou à CNN.

Para a sorte dela, Sunny vai até sua casa pegar a lista de compras a cada dois dias. A dona de Sunny, Karen Eveleth, adquire então os produtos para a vizinha e o cachorro volta para fazer a entrega das mercadorias. Sunny já entregou vegetais, vasilhas plásticas, sacos de farinha e até um frango de quatro quilos.

A inspiração

A dona de Sunny explicou à CNN que teve a ideia quando viu que cachorros ajudavam a cuidar da saúde mental de pessoas hospitalizadas. “Ei, eu tenho um cachorro que pode ajudar!”, pensou ela.

Segundo Eveleth, o Golden é um herói humilde. “Quando ele escuta alguma coisa cair, ele sabe que tem que pegar para a mãe, porque eu tenho problema nas costas. Ele também pega as entregas do correio e recolhe lixo do chão quando saímos para passear”, relatou.

Seven-year-old Sundance delivers groceries to a neighbor's home during a time of social distancing.
O cachorro de 7 anos de idade sempre deu exemplo em cidadania, colaborando até na limpeza urbana (Karen Eveleth/Arquivo Pessoal)

Agora Eveleth compartilha com a vizinha a alegria de ter o animal como companhia. As duas perceberam que essa era uma forma de evitar saídas da idosa e não ter contato direto entre as duas. Por isso, Hellman se sente melhor sempre que vê o cachorro chegando com a sacola de compras na boca.

Para a dona de Sunny, todos podem fazer alguma coisa para ajudar durante esse período difícil. Para a vizinha dela, a companhia do cachorro tem tornado esses dias mais suportáveis. “Pequenas coisas como Sunny vir me visitar são legais e faz você se sentir bem. É uma forma de comunicação”, afirmou Hellman.

Fonte: BHAZ