Boletim divulgado nesta quarta (1°) contabiliza 314 infecções e 34.018 suspeitas

A terceira vítima fatal do novo coronavírus em Minas foi confirmada pelo balanço da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES/MG), divulgado na manhã desta quarta (1°).

Trata-se de um homem de 44 anos, aparentemente, sem histórico de doenças crônicas, que teria contraído a COVID-19 por meio de transmissão comunitária. O óbito havia sido anunciado mais cedo pelo Secretário de Saúde de Mariana, Daniel Brito.

Segundo informe epidemiológico da SES, outras 45 mortes são são investigados, alta de 5 em 24 horas. Ainda de acordo com o relatório, o número de infectados no estado subiu para 314, 39 a mais em um dia. Os casos suspeitos somam 34.018, 206 a menos que no relatório passado. A SES explica que isso se deve à exclusão de registros que estavam duplicados

Perfil dos mortos

Aos 44 anos, a vítima anunciada pela Secretaria Municipal de Saúde de Mariana pode ter inaugurado a transmissão comunitária na cidade da Região Central de Minas. O teste laboratorial que confirmou o diagnóstico positivo para COVID-19 foi realizado pela Fundação Ezequiel Dias (Funed), conforme relatório da SES. O órgão investiga se ele apresentava comorbidades não identificadas em vida, como diabetes ou cardiopatia.   

Os dois outros pacientes vitimados pela COVID-19 eram  idosos com histórico de doenças crônicas e moravam em Belo Horizonte. Um deles morreu na segunda-feira (30). Consta nos informes epidemiológicos do estado que o homem de 66 anos apresentava problemas do coração e diabetes mellitus. 
A primeira paciente a morrer pela doença em Minas é uma mulher de 82, que faleceu no último domingo (29), após passar pela UTI do Biocor Instituto, em Nova Lima, Região Metropolitana de Belo Horizonte. Os registros da SES apontam que ela também sofria de doença cardiovascular e diabetes mellitus, além de pneumonia crônica. 

Doentes: quem são e onde estão

O documento da SES segue apontando Belo Horizonte na liderança de mortos e infectados pelo coronavírus – são três mortes e 188 infectados na capital mineira. A segunda posição é ocupada por Juiz de fora, na Zona da Mata Mineira, com 24 casos e Nova Lima, na Região Metropolitana, com 19. A lista completa de dissesminação do contágio conta com 36 cidades (veja ranking).

Os homens ainda são os mais atingidos pela doença – 50,6% contra 40,4% de mulheres. A maioria dos doentes (80,7%) tem entre 20 e 59 anos. Pessoas na faixa dos 60 aos 79 anos somam 16% dos infectados. Quatro adolescentes, três idosos maiores de 80 anos, um recém nascido e uma criança entre 1 e 9 anos completam os registros. 

Ranking da COVID-19 em minas

  • Belo Horizonte (188)
  • Juiz de Fora* (24)
  • Nova Lima* (19) 
  • Uberlândia (14)
  • Divinópolis (13)
  • Contagem (7)
  • Betim (5)
  • Lagoa da Prata (4)
  • Sabará (4)
  • Uberaba (3)
  • Governador Valadares (2)
  • Mariana (2)
  • Poços de Caldas (2)
  • São João del Rei (2)
  • Sete Lagoas (2)
  • Em investigação (2)
  • Alfenas (1)
  • Araguari (1)
  • Boa Esperança (1)
  • Bom Despacho (1)
  • Campo Belo (1)
  • Campos Altos (1)
  • Carmo do Cajuru (1)
  • Coronel Fabriciano (1)
  • Extrema (1) 
  • Guimarânia (1)
  • Ipatinga (1)
  • Lavras (1) 
  • Manhuaçu (1)
  • Muriaé (1)
  • Passos (1)
  • Patrocínio (1)
  • Pouso Alegre (1) 
  • Santa Luzia (1)
  • Serra do Salitre (1)
  • Timóteo (1)
  • Unaí (1)

Fonte: Estado de Minas