Quando a polícia chegou ao local, os criminosos já tinham fugido. A família foi liberada e ninguém ficou ferido

Seis homens, três deles armados, fizeram um segurança e a família dele reféns na noite desta segunda-feira (30) em Cambuquira (MG). Na casa, estavam o funcionário da agência, a mãe e suas duas irmãs. O guarda trabalha na Caixa Econômica Federal.

Segundo a Polícia Militar, depois de render as vítimas, três criminosos exigiram que o vigia fosse com o carro dele até a casa do tesoureiro da agência. Os outros suspeitos ficaram com a família.

No outro imóvel, eles pediram que o segurança chamasse o tesoureiro para ajudá-lo com um suposto problema no veículo. Ao sair no portão, o tesoureiro viu os homens armados e disse que não estava com a chave do portão. Os criminosos fugiram do local e deixaram o funcionário do banco para trás.

A polícia foi acionada e foi até a residência do segurança. Quando eles chegaram ao local, o grupo já tinha fugido, deixando o carro da vítima. A família foi liberada e ninguém ficou ferido.

Foram levados os celulares do vigia e das irmãs dele. O celular de uma das vítimas foi encontrado pouco depois em um ponto de ônibus. Até a publicação desta reportagem, não havia suspeitos do crime. A Polícia Federal de Varginha investiga o caso.

Foto: reprodução da internet
Fonte: Portal G1