A Prefeitura de Lagoa Santa, cidade da região metropolitana de Belo Horizonte, decidiu flexibilizar as medidas de distanciamento social e permitir a volta das atividades comerciais não essenciais, como bares e restaurantes. A medida foi determinada por meio do Decreto 3.987 assinado pelo prefeito Rogério Matos Avelar (PPS), no último sábado (28).

Segundo o decreto, a autorização de funcionamento vale para indústrias, comércio, prestação de serviço e pessoas jurídicas. No caso de bares e restaurantes, o documento pede que medidas de higiene sejam adotadas para evitar a proliferação do Covid-19.

Pelas redes sociais, o prefeito explicou a medida. “O decreto viabiliza a atividade econômica com medidas sanitárias extremamente importantes a ser seguidas por todos, mas não significa a volta à normalidade”, disse.

Dentre as recomendações do decreto, estão o distanciamento mínimo de dois metros entre os clientes, a higienização das mesas, e redução de aglomerações de pessoas nos balcões. Os funcionários que atenderão aos clientes deverão usar máscara cirúrgica e os estabelecimentos deverão disponibilizar álcool 70% para os frequentadores.

A determinação do prefeito também traz medidas para pessoas consideradas de alto risco e idosos. O documento recomenda que essas pessoas se mantenham em isolamento para evitar a contaminação. A medida vai ao encontro da sugerida pelo presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), que pede a restrição de circulação apenas para pessoas do grupo de risco e a volta do comércio local.

Até o momento, a cidade de Lagoa Santa já registrou 79 notificações de novo coronavírus. Do total, 44 foram descartadas e 35 seguem em investigação. A cidade não tem confirmações da doença e nem óbitos associados ao Covid-19.

“A Conduta da Prefeitura de Lagoa Santa sempre foi de agir de forma equilibrada e responsável para evitar a proliferação da propagação do vírus, a preservação dos empregos e a condição de subsistência das famílias de nossa cidade”, diz a prefeitura em postagem que acompanha o vídeo do prefeito.

Distanciamento

A flexibilização em Lagoa Santa contraria órgãos de saúde de todo o mundo. Presidentes de diversos países, como Argentina e Estados Unidos, estão estendendo as medidas de isolamento social justamente para brecar o avanço da pandemia de coronavírus.

Em Minas, medidas de distanciamento têm sido adotadas em diversas cidades. Em alguns municípios com menor estrutura de saúde, barreiras sanitárias foram instaladas para isolar as cidades.

A AMM (Associação Mineira dos Municípios) recomendou, após reunião com o ministro da Economia, Paulo Guedes, nesse domingo (29), que as medidas de isolamento social “sejam cumpridas de acordo com autoridades sanitárias e deliberação do Governo de Minas”. A associação enviou um comunicado a todas as prefeituras.

Fonte: De Rafael D’Oliveira – BH AZ