Algumas prefeituras da região já decretaram situação de emergência e instituições de ensino suspenderam aulas e/ou eventos (Foto: Getty images via BBC)

O novo boletim divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais nesta segunda-feira (16) aponta que o Sul de Minas possui 29 casos suspeitos de coronavírus. Foi um salto de 14 suspeitas a mais do que na última publicação do órgão, realizada dois dias antes. O momento em relação ao vírus vivido no país e no mundo, após ser declarada uma pandemia da doença, mudou o funcionamento das cidades da região.

Enquanto algumas cidades já cancelaram eventos após o decreto estadual de evitar qualquer tipo de ação com aglomeração de pessoas, outras declararam situação de emergência devido a suspeitas de casos que vêm surgindo. Outro efeito causado por conta do coronavírus tem sido a paralisação de aulas por instituições de ensino, além das estaduais que já haviam feito o mesmo por determinação do governo.

Confira o caso de cidade a cidade até o momento na região:

Poços de Caldas

Comissão foi formada para debater situação do coronavírus e definir medidas a serem tomadas. PUC suspendeu as aulas até o final do mês. E a Universidade Estadual de Minas Gerais (UEMG) irá suspender as aulas a partir de quarta-feira (18) com previsão de retornar na segunda-feira (23).

A Universidade Federal de Alfenas (Unifal) também anunciou que as aulas serão suspensas a partir de quarta-feira (18) e que não há previsão para o retorno.

A Caldense informou que estão temporariamente suspensos em seu clube social shows e eventos sociais, aulas de todas as modalidades esportivas, academia, natação, hidroginástica, modalidades de luta, competições esportivas e banhos de piscina, além de atendimentos de fisioterapia, saunas masculina e feminina e atividades na brinquedoteca.

A Câmara de Vereadores suspendeu temporariamente o atendimento presencial ao público. As sessões ordinárias e reuniões de comissões serão realizadas normalmente, mas sem a presença do público. Audiências públicas, convites, tribunas populares e sessões especiais foram cancelados e novos atendimentos suspensos.

O Flipoços, Festival Literário Internacional de Poços de Caldas, antes previsto para acontecer entre os dias 25 de abril a 3 de maio, teve a data alterada para os dias 15 a 23 de agosto por conta da pandemia de coronavírus.

A Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge) suspendeu por tempo indeterminado as atividades das Thermas Antônio Carlos. A cidade ainda restringiu a entrada de turistas na divisa com o estado de São Paulo.

Pouso Alegre

Como medida de prevenção ao coronavírus, dois asilos de Pouso Alegre (MG) estão com visitas proibidas até mesmo para familiares de idosos. A ação foi adotada para conter os riscos de contaminação com pessoas que estiveram em ambientes externos.

No setor de educação, a UNA suspendeu as aulas, inicialmente, entre 18 e 22 de março. As atividades continuaram por meio dos recursos digitais e uso intensivo de tecnologia. E a Unis paralisou as aulas presenciais até o dia 30.

A Câmara Municipal de Vereadores informou nesta terça-feira (17) que todas as licitações e viagens estão suspensas até o dia 14 de abril.

O Hospital Samuel Libânio restringiu visitas a todos os pacientes internados na unidade. Estão permitidas apenas entradas de acompanhantes em setor neonatal, pediatria, psiquiatria, oncologia, além de acompanhante de menores de 18 anos, maiores de 60 anos e gestantes. No entanto, é obrigatório que o visitante esteja sem nenhum sintoma. Também não são permitidos acompanhantes com mais de 70 anos.

Paraguaçu

Em Paraguaçu a mesma medida de proibição foi tomada pela administração de um asilo.

Serrania

Assim como Pouso Alegre e Paraguaçu, o asilo de Serrania também proibiu a visitação aos idosos até mesmo para parentes.

Passos

Representantes de vários setores e instituições de Passos definiram medidas para evitar a proliferação da doença. Aulas serão suspensas a partir da próxima quarta-feira e alvarás para eventos não serão mais emitidos.

A Universidade Estadual de Minas Gerais (UEMG) irá suspender as aulas a partir de quarta-feira (18) com previsão de retornar na segunda-feira (23). A prefeitura decretou a suspensão de viagens para compras em São Paulo.

De acordo com a prefeitura, pelo menos 30 sacoleiros foram colocados em isolamento por sete dias. Eles estavam em um ônibus que voltou da capital paulista.

A prefeitura decretou Situação de Emergência em Saúde Pública devido à quantidade de casos suspeitos de coronavírus.

Guaxupé

Prefeitura declarou situação de emergência em saúde pública devido à pandemia do Covid-19. Por enquanto, dois casos suspeitos foram notificados pela Secretaria Municipal de Saúde do município, mas nenhum deles entrou ainda na lista oficial do Estado.

Segundo a prefeitura, o comitê responsável irá adotar e fixar medidas de saúde pública necessárias para a prevenção e controle do contágio e tratamento de pessoas afetadas.

A Câmara Municipal de Vereadores suspendeu pelo prazo de 15 dias as atividades de atendimento presencial ao público. Também foram suspensas as viagens de vereadores e servidores. Para servidores com mais de 60 anos, gestantes e portadores de doenças imunossupressoras foi determinado ponto facultativo.

Ouro Fino

Por conta do coronavírus, os shows de aniversário de Ouro Fino foram cancelados pela prefeitura da cidade. De acordo com o comunicado publicado nas páginas oficiais da prefeitura em redes sociais, o adiamento do evento atende ao decreto do governo de Minas Gerais que suspende eventos oficiais com aglomeração de pessoas, além de recomendações de órgãos competentes.

Lavras

Em Lavras, a Universidade Federal de Lavras (UFLA) e a Unilavras cancelaram a realização de eventos devido ao coronavírus. Na UFLA estão também suspensos os intercâmbios e as visitas de professores e alunos, além de viagens de funcionários e docentes.

Itajubá

A Prefeitura decretou situação de emergência pública na cidade por conta do coronavírus e suspendeu as festividades programadas para o aniversário da cidade. Conforme a Secretaria de Estado de Saúde, o município tem dois casos em investigação.

No setor de educação, a Universidade Federal de Itajubá suspendeu as aulas, pelo menos, até o final deste mês.

Campo Belo

Em razão da pandemia de coronavírus e ao aumento diário de casos da doença no Brasil, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Campo Belo (MG) passa a ter horário único e reduzido para visitas a pacientes a partir desta segunda-feira (16).

O horário estipulado pela Secretaria Municipal de Saúde é das 20h às 20h30. Além desta medida e também como forma de prevenção e controle ao vírus, o número de visitantes será de apenas um por paciente.

A Secretária de Educação suspendeu aulas na rede municipal seguindo a orientação estadual. As aulas estão suspensas de 18 a 20 de março.

Varginha

Em comunicado, o grupo Unis anunciou que as aulas estão suspensas até 30 de março, sendo agora ministradas à distancia. Os cursos da modalidade EaD seguem com as atividades normalmente, exceto encontros presenciais.

A Fundação Educacional de Varginha e a Faculdade de Direito de Varginha suspenderam as aulas de 18 a 20 de março. A expectativa é que as aulas retornem na segunda-feira (23).

Uma comissão foi montada pela prefeitura para montar um plano de contingência de enfrentamento da doença. A empresa Azul Linhas Aéreas também cancelou os voos de Varginha para Belo Horizonte a partir do dia 23 de março até o dia 30 de junho.

A Universidade Federal de Alfenas (Unifal), como medida de prevenção contra a disseminação do coronavírus (Covid-19) e acompanhando a decisão do Fórum das Instituições Públicas de Ensino Superior de Minas Gerais (Foripes-MG), informou que as aulas presenciais de graduação e de pós-graduação estão suspensas por tempo indeterminado, a partir do dia 18 de março de 2020.

A partir desta quarta-feira (18) o Parque Zoobotânico da cidade ficará fechado até o dia 3 de abril. Segundo a prefeitura, como várias escolas estarão sem aulas no mesmo período, é previsto um aumento no número de visitantes. A medida é preventiva, pois a recomendação da OMS é que todos evitem locais de aglomeração.

Campanha

A Universidade Estadual de Minas Gerais (UEMG) irá suspender as aulas a partir de quarta-feira (18) com previsão de retornar na segunda-feira (23).

A Diocese da Campanha (MG) divulgou nesta terça-feira (17) decreto do bispo diocesano Dom Pedro Cunha Cruz dispensando os fiéis de participarem das missas dominicais e recomendando aos idosos que permaneçam em casa por causa do risco de contaminação pelo coronavírus.

Ainda conforme o decreto, foram suspensos os mutirões de confissões e as visitas aos doentes e idosos por sacerdotes e membros dos mais diversos serviços de pastorais e movimentos.

Segundo o decreto, as celebrações serão transmitidas por mídias virtuais. Também foram suspensos encontros e reuniões.

Alfenas

A Universidade Federal de Alfenas (Unifal) anunciou que as aulas serão suspensas a partir de quarta-feira (18) e que não há previsão para o retorno.

Baependi

Como medida de prevenção à pandemia do coronavírus, o Santuário de Nhá Chica, em Baependi (MG), cancelou as missas abertas e transmite as celebrações pela internet, por meio da rádio e da TV oficial da igreja. Ainda não há previsão para que os cultos voltem a ocorrer com a presença de público.

Três Corações

A Câmara Municipal de Vereadores suspendeu a realização de sessões solenes, sessões especiais abertas, audiências públicas, palestras, formaturas, entre outros. Também estão suspensas visitas. O expediente continuará normalmente de 12h às 18h com atendimento prioritário por telefone e email. As sessões continuam normalmente às segundas-feiras, às 18 horas, sem presença de público, com transmissão pela internet.

Caxambu

A Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge) suspendeu por tempo indeterminado as atividades do Balneário do Parque das Águas de Caxambu.

Juruaia

A Associação Comercial e Industrial de Juruaia informou que a Feira de Lingerie de Juruaia (Felinju) foi adiada. A edição 2020 aconteceria entre 30 de abril e 3 de maio. A nova data ainda não foi definida.

Machado

A prefeitura de Machado declarou Situação de Emergência em Saúde Pública em razão da pandemia do novo coronavírus. As aulas foram suspensas, por meio de decreto, com previsão inicial de retorno para a próxima segunda-feira (23). O documento ainda adia a realização de eventos como o 9° Congresso Mineiro de Saneamento e Fest Areia edição 2020.

Poço Fundo

A prefeitura de Poço Fundo divulgou em redes sociais que seguirá todos os protocolos e orientações do Ministério da Saúde e da Secretaria de Estado da Saúde para evitar a proliferação do coronavirus. Eventos públicos marcados para os próximos 30 dias estão cancelados na cidade e, de acordo com a prefeitura, as escolas seguirão calendário e determinações da Secretaria Estadual de Educação.

Carrancas

Carrancas decidiu fechar todos os pontos turísticos da cidade como medida preventiva contra a transmissão do novo coronavírus. Estão proibidos acessos a atrativos turísticos municipais e particulares, que serão fechados ao público. E também foi suspenso o atendimento a turistas pelo Centro de Atendimento da prefeitura.

Também houve mudanças em aulas, atendimento em bares e restaurantes e transporte público.

Gonçalves

A Prefeitura de Gonçalves bloqueou entradas do município para evitar a chegada de turistas e possíveis pessoas que venham de locais com casos confirmados do novo vírus.

Todos os carros serão parados, bem como o transporte público intermunicipal vindo de cidades vizinhas como Paraisópolis e Cambuí para controle e fiscalização. O decreto determinou o fechamento de pousadas, restaurantes, bares e quiosques.

As viagens da saúde ficaram apenas para hemodiálise, oncologia e grávidas de auto-risco com limite de um acompanhante por viagem.

Monte Verde

Outra cidade turística, Monte Verde proibiu a entrada de vans, micro-ônibus e ônibus. Segundo a prefeitura, deverá ser emitido um decreto para que estabelecimentos remarquem com seus turistas para pelo menos 60 dias suas reservas.

Nepomuceno

Em Nepomuceno, comerciantes que fizeram compras em São Paulo devem ficar de quarentena. São cerca de 40 pessoas que fizeram compras em São Paulo e serão obrigadas a cumprir a quarentena, porque estiveram em uma zona considerada de risco para o coronavírus.

Segundo a assessoria da prefeitura, quem apresenta alguns sintomas deve ficar 14 dias em casa e quem não apresentou, sete dias. Segundo a prefeitura, pessoas que estiveram no Rio de Janeiro e em Belo Horizonte também devem entrar na quarentena.

Fonte: Portal G1