Mensagens têm ganhado força nas redes sociais. Há vídeos, áudios e posts viralizando com conteúdo falso

É #FALSO que fazer gargarejo com água morna, sal e vinagre elimina o coronavírus

Circula pelas redes sociais uma mensagem que diz que fazer gargarejo com água morna, sal e vinagre elimina o coronavírus. É #FALSO

A Organização Mundial da Saúde (OMS), o Ministério da Saúde, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e especialistas refutam o texto.

A mensagem falsa diz ainda que o coronavírus permanece na garganta quatro dias antes de chegar aos pulmões.

“A infecção pelo coronavírus pode dar tosse seca, dor de garganta, mas não é possível dizer que essa tosse seca seja porque o vírus está na garganta e demora tantos dias para chegar no pulmão. Isso faz parte do quadro clínico da infecção e o tempo para o vírus chegar depende de cada pessoa. Não existe um tempo certo. O gargarejo pode ser bom para ajudar no alívio da tosse, mas dizer que água morna, sal e vinagre elimina o vírus é uma grande bobagem”, afirma Leonardo Weissmann, médico infectologista e consultor da Sociedade Brasileira de Infectologia.

Imagem ilustrativa: Internet

O virologista Rômulo Neris afirma que a mensagem é toda mentirosa. “Baseiam-se no fato de que a gente tem um sintoma, que é, de fato, o incômodo na garganta por causa da tosse e, a partir disso, constroem um raciocínio que é todo falso. A mensagem diz que o vírus fica quatro dias na garganta antes de ir para o pulmão. A presença do vírus na garganta não significa que ele está só ali nem significa que o vírus se prolifera na garganta antes de chegar ao pulmão. Para a pessoa estar sentindo os sintomas é porque ela já tem o vírus em múltiplas partes das vias aéreas. Não existe nenhum indício de que o gargarejo com vinagre, sal e água morna seja capaz de eliminar o vírus.”

A Fiocruz também diz que é falso que “gargarejar com água morna ou salgada mata os vírus que se alojam nas amígdalas e evita que passem para os pulmões”.

Já o Ministério da Saúde reforça que “até o momento, não há nenhum medicamento, substância, vitamina, alimento específico ou vacina que possa prevenir a infecção pelo novo coronavírus”.

O hospital Johns Hopkins, referência internacional, diz que se trata de um boato. “Essa recomendação não protege contra a Covid-19”.

A OMS também diz que a mensagem não faz sentido. E reforça ainda que soluções salinas usadas na lavagem do nariz não ajudam a prevenir a doença. “Há evidências limitadas de que lavar o nariz regularmente com solução salina pode ajudar as pessoas a se recuperar mais rapidamente de resfriados comuns. Entretanto, enxaguar regularmente o nariz não tem demonstrado prevenir infecções respiratórias.”

O boato tem circulado em outros idiomas e já foi checado por agências internacionais, como o Snopes.

Fonte: G1