No dia 7 de março, uma excursão de artesãos e feirantes ansiosos por conhecimento e troca de experiências partiu de Santa Rita de Jacutinga em direção à Queluz, no interior do estado de São Paulo. O objetivo foi aprender e conhecer mais sobre o artesanato da cidade, famoso pelo trabalho com as taboas.

Organizada por Ângela Vilela Galvão, membro do Conselho Patrimonial da cidade, a viagem era um desejo antigo. “Queria fazer educação patrimonial com o pessoal do artesanato, com os grupos Mãos em Ação e UAI, e da feira do produtor rural. Comecei a pesquisar cidades e optei por Queluz, um desejo antigo nosso, já que conhecíamos o trabalho deles com as taboas”, contou.

O objetivo foi realizar uma troca de experiências entre os santarritenses e os artesãos de Queluz . Os visitantes foram recebidos pela Associação Feirarte e conheceram pontos históricos da cidade, como a Igreja Matriz de São João Batista e a antiga estação ferroviária, além de terem sido recepcionados com um café e apresentação da Corporação Musical Lyra Queluzense.

De acordo com Ângela, a visita também teve outro propósito. “Fomos também em busca de conhecer uma nova realidade, diferente da nossa. Pudemos acompanhar o trabalho da associação deles e sua organização, aprendendo e trocando vivências e conhecimento”, afirmou. E adiantou. “Não falamos muito de nós porque eles também virão até Santa Rita de Jacutinga para essa troca de experiências”, destacou.

Fotos: Ângela Vilela Galvão