Chopinho estava preso deste novembro do ano passado acusado pelo Ministério Público da prática da “rachadinha”.

O ex-vereador de São Lourenço (MG), Paulo Gilson Chopinho de Castro Ribeiro (PSC), deixou o presídio da cidade no início da noite desta terça-feira (4). A informação foi confirmada pela assessoria da Secretaria Estadual de Administração Prisional.

De acordo com o advogado de defesa de Chopinho, Lúcio Adolfo, o habeas corpus foi concedido pelo Superior Tribunal de Justiça, em Brasília (DF) e pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais, em Belo Horizonte (MG).

Chopinho estava preso deste novembro do ano passado acusado pelo Ministério Público da prática da “rachadinha”. Segundo o promotor responsável pela investigação, Leandro Pannaim, o parlamentar teria usado a influência para nomear conhecidos no Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) e receber parte do salário deles.

Chopinho e mais cinco pessoas respondem na Justiça por associação criminosa, corrupção, tráfico de influência, favorecimento real e extorsão. Além do processo por ausência das reuniões, ele enfrenta um processo disciplinar da comissão de ética e decoro parlamentar.

Em dezembro, o vereador teve o mandato extinto por faltar a 14 sessões ordinárias da câmara municipal, que representa um quarto das 42 sessões de 2019. Atualmente, a cadeira do ex-vereador é ocupada pela suplente Aucione Souza.

Fonte: G1 / EPTV