Tomaram posse, na tarde de 10 de janeiro, os novos conselheiros tutelares de Seritinga. Eles atuarão na gestão de 2020 a 2023, no município.  Dezoito pessoas se candidataram para o processo – cinco foram eleitos conselheiros titulares.  

A cerimônia aconteceu na Prefeitura Municipal de Seritinga com a presença do Prefeito Marquinho, do vice-prefeito Maurizinho, da Secretária de Administração Jéssica Vieira e da presidente do CMDCA, Simonia Aparecida da Silva.

Foram eleitos no pleito do ano passado, Diego Herbert Richard de Oliveira, Elizângela Ferreira da Silva, Adriana Ramos de Jesus, Pâmela da Silva Arantes Pires e Maísa Helena Ferreira. Participaram ainda os suplentes Talita de Souza Pina, Tânia Cristina de Almeida e Hectania Magalhães Leite. Os novos conselheiros têm como função tutelar e zelar pelos direitos das crianças e dos adolescentes, em situações de negligência dos responsáveis, violência física, emocional e sexual.

Todo município deve ter pelo menos um Conselho Tutelar e qualquer pessoa pode ser eleita conselheira, desde que tenha mais de 21 anos e reconhecida idoneidade moral. A cada três anos são feitas as eleições para o cargo e a remuneração varia de cidade para cidade. É importante que toda população fique atenta ao que está rolando na cidade ou na sua comunidade. Os conselheiros de Seringa vão atuar até o final de 2023 fiscalizando os jovens da cidade

Fotos: Nilton Sena

.