Segundo Inmet, além da capital mineira, temporais devem ocorrer na Região Metropolitana, Zona da Mata e Vale do Rio Doce. O maior volume está previsto para sexta-feira (24).

Fonte: Por Bom Dia Minas e G1 Minas — Belo Horizonte

A população de Belo Horizonte e das regiões Metropolitana, Zona da Mata e Vale do Rio Doce está em estado de alerta por causa da previsão de chuva forte que deve atingir essas localidades a partir da tarde desta quinta-feira (23) até sábado (25). O maior volume está previsto para sexta-feira (24).

De acordo com o coordenador do Instituto Nacional de Nacional de Meteorologia (Inmet), Lizandro Gemiack, uma linha de baixa pressão no litoral do Rio de Janeiro com o Espírito Santo causou uma zona de convergência de umidade sobre todo o estado formando condições favoráveis para chuvas intensas.

“Principalmente a partir de quinta-feira à tarde, sexta, sábado. Até sábado a probabilidade de ter chuvas intensas é muito forte”, explicou Gemiack.

Ele disse que a meteorologia prevê de 80 milímetros a 150 milímetros de chuva em pontos isolados da Região Metropolitana de Belo Horizonte.

De acordo com o meteorologista, a partir de 30 milímetros já se observam alagamentos e a população deve evitar essas áreas. Ele relembrou que em janeiro deste ano já choveu quase a metade do que no ano passado todo.

Em janeiro já choveu quase a metade de todo o ano de 2019, segundo o Inmet — Foto: Arte/G1

Alerta do governo federal

Órgãos do governo federal fazem um alerta conjunto para a possibilidade de chuvas intensas e altos acumulados de precipitação na faixa que compreende o Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais e Rio de Janeiro, além do Distrito Federal.

A previsão aponta ainda que os totais pluviométricos podem alcançar de 150 milímetros a 400 milímetros, impactando severamente esses estados.

O informe é do Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad), do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR); do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet); do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden); e do Serviço Geológico Brasileiro (CPRM).

As recomendações são destinadas a órgãos de proteção e defesa civil estaduais e municipais e a moradores de áreas de risco nas regiões que poderão ser afetadas. Há a possibilidade de ocorrerem desastres naturais como inundações, enxurradas, alagamentos, deslizamentos de terra e corridas de solo.

A projeção é que as chuvas mais intensas deverão começar a cair nesta quarta-feira (22) e podem prosseguir até o fim de semana. O detalhamento das áreas mais atingidas pelos temporais ao longo desse período será feito por meio da atualização de avisos e alertas meteorológicos.

É importante lembrar que, dentro da mancha de impactos, há localidades que já estão sofrendo com as chuvas registradas desde a última sexta-feira (17).

De acordo com o documento, as áreas com maior probabilidade de ocorrerem desastres são a Região Metropolitana de Belo Horizonte, a Zona da Mata e o estado do Espírito Santo.

Orientações à população

A Defesa Civil Nacional orienta que as pessoas que moram em áreas de risco, ou que já tenham registrado desastres anteriormente, devem procurar os órgãos locais de Defesa Civil para ter acesso ao plano de contingência para suas regiões. É importante conhecer as rotas de fuga e os pontos seguros para utilização em momento prévio ao desastre.

A Secretaria Nacional de Defesa Civil (Sedec) atua constantemente enviando alertas aos órgãos competentes sobre riscos de desastres naturais, assim como para a população, por meio de SMS nos celulares e mensagens nas TVs por assinatura.

Os moradores dos estados afetados devem ficar atentos a esses canais de comunicação e, caso não tenham se cadastrado para receber os avisos pelo celular, devem fazer a inscrição.

“O cadastro para o envio de SMS é fundamental para preservarmos vidas e minimizarmos os prejuízos econômicos, porque o cidadão recebe com antecedência o alerta e pode se deslocar para abrigos e locais seguros. Por isso, reforçamos à população a importância de se cadastrar no sistema da Defesa Civil Nacional. É uma medida simples, mas que pode ser decisiva”, destaca o secretário nacional de Proteção e Defesa Civil, coronel Alexandre Lucas.

Para se cadastrar, basta enviar um SMS com o CEP de interesse para o número 40199. De imediato, a seguinte mensagem confirmará o êxito da operação: “Cadastro realizado com sucesso. O celular está apto a receber alertas e recomendações de defesa civil. Para cancelar, envie SAIR e o CEP para 40199”. É permitido cadastrar mais de um CEP. Acesse e saiba mais.

Já os alertas em TV por assinatura são enviados diretamente aos televisores. O serviço é gratuito, está disponível em todos os estados do Brasil e não há necessidade de cadastro prévio.

Quarta em Minas Gerais

De acordo com a Defesa Civil do Estado de Minas Gerais, nesta quarta-feira (22) há áreas de instabilidade geradas pelo forte aquecimento diurno, alta umidade do ar e a intensificação de uma área de baixa pressão no litoral da Região Sudeste do Brasil contribuem para ocorrência de chuva, localmente forte, em boa parte de Minas Gerais.

Nos próximos dias ainda há condições para ocorrência de chuvas com grande volume, o que pode causar transtornos à população em praticamente toda a Minas Gerais.

Quarta em Belo Horizonte

Segundo a Defesa Civil de Belo Horizonte, a previsão indica que o dia será de céu nublado a parcialmente nublado com pancadas de chuva, raios e vento.

A mínima foi de 17°C, máxima estimada de 28°C. A umidade relativa mínima fica em torno de 55% à tarde.